Mulher sentada, realizando uma video conferencia, com seu cachorro em seu colo. Representando o trabalho remoto

Trabalho remoto: porque seu Data Center é crucial para suportar esse modelo

Leitura de 7 minutos
18/02/21

Que impacto um período tão atípico quanto o da pandemia da Covid-19 poderá ter sobre as relações empresariais dos próximos anos? Que legado ele nos deixará?

No que tange ao padrão laboral, as principais tendências apontam para a consolidação do modelo de trabalho híbrido .

Mais especificamente, espera-se que a combinação da jornada no escritório, em parte da semana, com o trabalho remoto (em casa ou em qualquer outro lugar), seja adotada na maior parte do tempo e pela grande maioria dos profissionais.

Desse modo, definitivamente, em 2021, o modelo de trabalho híbrido se apresentará como ‘o novo home office’.

Contudo, os Data Centers vêm sendo cada vez mais exigidos pela massificação das videoconferências, do uso de ferramentas de trabalho em nuvem e do acesso a sistemas e informações empresariais a distância.

Diante desse cenário, o que se pode fazer para que os Data Centers sejam capazes de suportar esse volume crescente? 

Acompanhe a leitura e saiba como assegurar a sua infraestrutura.

O cenário do trabalho remoto no Brasil

Em junho de 2020, quando a pandemia do coronavírus já estava em estágio avançado, 8,7 milhões de pessoas trabalhavam remotamente (em home office).

Esse número é o equivalente a 12,7% da população ocupada e que não estava afastada de sua ocupação -, segundo levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

No período, o percentual de mulheres trabalhando remotamente (17,5%) superou o dos homens (9,4%). Entre as pessoas com nível superior completo ou pós-graduação, 37,3% estavam trabalhando remotamente.

A adoção do trabalho remoto se popularizou de maneira exponencial em todo o mundo, como forma de sustentar a continuidade dos negócios.

Por isso, muitas companhias já anunciaram a manutenção do modelo,
independentemente da vacinação global e massificada realmente ocorrer em 2021. Há, ainda, as que falam em não voltar ao escritório nunca mais.

O trabalho remoto crescerá, permanentemente, 300% em comparação com os níveis pré-pandemia.

FORRESTER PREDICTIONS 2021

De acordo com a mesma apuração do IBGE, apesar de segurança e a saúde dos funcionários ainda ser o maior motivo para mantê-los em home office, o aumento da produtividade e da qualidade de vida do colaborador são outras importantes razões para a permanência do trabalho remoto.


LEIA MAIS: Seu Data Center está preparado para a segunda onda da Covid-19?


O trabalho remoto e a evolução para o modelo híbrido

Com a flexibilização das normas sanitárias, temos visto diversas empresas retornando parcial e gradativamente às atividades presenciais, mas em uma nova dinâmica.

Contudo, o que se espera em decorrência da mitigação dos riscos de contaminação é a adoção de um padrão misto, conhecido por modelo de trabalho híbrido, como forma de se extrair os benefícios de ambos os cenários.

Assim, a maioria das organizações empregará o que a consultoria Forrester chama de modelo “em qualquer lugar + escritório”. Assim, prevê que a maioria das pessoas trabalhará fora da empresa na maior parte do tempo.

Não esperamos voltar ao que éramos. Conforme as empresas evoluírem haverá uma aceitação cada vez maior do trabalho remoto“, alerta Ricardo Alário, CEO da ODATA. “E isso, naturalmente, exigirá a modernização constante dos Data Centers, para que sejam capazes de suportar grandes volumes de tráfego de dados e toda a virtualização das operações”.


LEIA MAIS: Como o colocation ajuda a reduzir custos e a aumentar a disponibilidade de TI


O impacto do trabalho remoto e dos ambientes híbridos nos Data Centers

A tormenta ainda nem chegou ao fim, mas os líderes empresariais já se movimentam para endereçar as mudanças impostas aos negócios, como reflexo da COVID-19.

Isso porque, à medida que as organizações acelerarem suas jornadas de transformação digital, a forma como as atividades diárias eram conduzidas será revista.

Considerando-se que os sistemas atuais foram projetados para equipes predominantemente alocadas em escritórios, a permanência do trabalho remoto exigirá que as empresas reavaliem sua pilha de tecnologia.

Como exemplo, embora aplicações desenvolvidas para a força de trabalho remota, como infraestrutura de desktop virtual (VDI), já existam há algum tempo, poucas organizações se interessavam em implementá-las antes da pandemia.

Agora, a ampla disponibilidade da cloud computing e de conectividade de alta velocidade, com baixa latência, são alguns dos fatores que mais têm possibilitado explorar a viabilidade de transferir a força de trabalho para o modelo virtual.

Por isso, é tão importante modernizar infraestruturas de missão crítica – como os Data Centers – para lidar com esses novos modelos laborais.

Como consequência, o novo aprendizado sobre a acessibilidade de dados e sistemas tem elevado a demanda por espaço de armazenamento e por serviços de provedores especializados. E em 2021, esta tendência deve ganhar ainda maior impulso.

Os acessos aos Data Centers aumentaram muito, com base nos dados e padrões de acessibilidade de rede que as empresas observaram durante o lockdown”, alertou Anshuman Magazine, CEO da CBRE para a Índia, Sudeste Asiático, Oriente Médio e África .


LEIA MAIS: Investimentos em expansão e modernização de infraestrutura de Data Centers crescerão 6% em 2021


Conduzindo a experiência do colaborador no cenário de trabalho híbrido 

Como uma das principais premissas do futuro do trabalho, a experiência do colaborador se destaca entre os tópicos mais relevantes de uma apuração divulgada pelo Gartner em 2020.

Esse relatório aponta que 31% dos diretores de Recursos Humanos (CHROs) vêem a experiência do colaborador como uma prioridade, assim como 46% dos líderes de Diversidade, Equidade e Inclusão (DEI). 

No entanto, com o isolamento social, tornou-se ainda mais desafiador criar uma experiência do colaborador consistente, diante do contingente de trabalho remoto que se apresenta atualmente. 

Nesse sentido, acredita-se que, nos próximos anos, os funcionários poderão mudar de localização dinamicamente. E o critério será, prioritariamente, a escolha do ambiente mais adequado para impulsionar sua produtividade e o engajamento.

Para isso, possibilitar aos colaboradores o acesso virtualizado a sistemas e informações empresariais é crucial.

Nesse sentido, soluções de Data Centers remotos – como o Colocation -, estrategicamente integrados a uma arquitetura híbrida, proporcionarão uma experiência ágil e segura.


LEIA MAIS: Colocation ou Multicloud? O futuro do seu Data Center é híbrido


Supere os desafios do trabalho remoto com o Colocation

Para empresas que procuram explorar o potencial do trabalho remoto, o colocation se destaca como uma das soluções mais efetivas para a modernização do Data Center.

Nesse sentido a ODATA, uma das maiores provedoras de serviços de Data Center da América Latina, apoia empresas com alto potencial de crescimento na busca por escalabilidade, flexibilidade e segurança.

A infraestrutura dos Data Centers da ODATA foi concebida para proporcionar ambientes dedicados e seguros, com energia, refrigeração e conexão sob medida, de acordo com a necessidade de cada empresa.

Desde à concepção, toda a infraestrutura de seus Data Centers instalados no Brasil, na Colômbia e no Chile é otimizada para oferecer a flexibilidade adequada às demandas de cada cliente, com a melhor relação custo-benefício.

Assim, com a conectividade neutra e robusta oferecida pela ODATA, sua empresa deixa de fazer (ou de manter) altos investimentos em instalações on-premise, ao mesmo tempo que facilita a estruturação do trabalho remoto.


LEIA MAIS: Entenda por que o Colocation vem crescendo durante a crise da COVID-19


Conclusão

Com os incentivos para ampliar o trabalho remoto crescendo a cada ano, empresas que alinham suas redes de TI às prioridades do negócio estarão em uma posição sólida, mantendo-se competitivas no futuro.

Cada vez mais, o mundo caminha para a consolidação do modelo de trabalho híbrido, com relações laborais definidas por entregas e pela produtividade.

Desse modo, se os profissionais puderem se conectar a sistemas hospedados em servidores virtualizados, hospedados em Data Centers eficientes e disponíveis, reduz-se a necessidade de estarem um escritório centralizado.

Com isso, à medida que as organizações buscam obter mais benefícios do trabalho remoto, os serviços fornecidos em Data Centers de colocation certamente se tornarão mais centrais em sua estratégia de TI.

O colocation oferece a flexibilidade necessária para acelerar a evolução digital do seu negócio.


Quer saber mais sobre como os serviços de colocation podem ajudar a sua empresa a superar os desafios do trabalho remoto?

Entre em contato e conheça mais sobre a ODATA, a mais moderna empresa de Data Center da América Latina

E-BOOKS exclusivos

para você conhecer mais sobre o mundo do Colocation

Entenda os fundamentos básicos para escolher um modelo de data center

Fazer o download

O guia definitivo para migrar seu Data Center

Fazer o download

Assine nossa newsletter

A ODATA utiliza cookies para melhorar sua experiência, de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com essas condições.