Imagem com varios racks de data center e luzes acesas representando a conectividade

Forrester destaca as principais tendências para Data Centers na era do trabalho remoto

Leitura de 4 min
11/03/21

Desde o início de 2020, a pandemia vem acentuando a importância das estruturas interconectadas e da adoção de soluções de mobilidade. Nesse cenário, uma nova pesquisa da Forrester Research destaca as principais tendências para Data Centers na era do trabalho remoto.

O relatório comprova o que temos sentido na prática: os serviços de Data Center têm passado por rápidas mudanças – seja na forma como os clientes consomem os serviços ou na entrega dos fornecedores.

E, diante desse movimento, os serviços de colocation vêm demonstrando não apenas a eficácia do modelo, mas uma evolução nas soluções de valor agregado.

Isso porque o colocation está, prioritariamente, absorvendo o aumento exponencial dos funcionários remotos em todo o mundo.

Com esses fatores em mente, veja quais serão as principais tendências de Data Centers na era do trabalho remoto que se destacarão no mercado em 2021, com destaque para:

  • consolidação;
  • a influência da gravidade dos dados;
  • estratégias de economia de energia

e muito mais. Confira a seguir:

Receba conteúdos relevantes sobre Data Center, Modernização de Infraestruturas de TI e tendências tecnológicas da ODATA

Pandemia impulsiona a configuração de estruturas remotas

É inegável que a COVID-19 e o home-office, como principal saída para mitigar a contaminação das equipes e para a continuidade das operações, aceleraram a transformação digital.

Diversos fatores contribuem para esse movimento.

Devido à pandemia de coronavírus, organizações em todo o mundo fizeram a transição para modelos de trabalho a distância.

E para oferecer suporte a uma infraestrutura remota, capacitando a colaboração virtual, muitas empresas se valeram de recursos mais modernos para fortalecer suas redes.

Assim, as principais tendências para Data Centers na era do trabalho remoto têm demonstrado o aumento da demanda tanto de soluções baseadas em nuvem quanto de recursos em colocation.

Tal aceleração impulsionou a demanda por ofertas de arquitetura híbrida e como serviço – áreas nas quais o colocation atua como pilar principal.


LEIA MAIS: Seu Data Center está preparado para a segunda onda da Covid-19?


Colocation: eficiência comprovada, com vigor renovado

Mesmo diante da ascensão da nuvem, o colocation continua se destacando entre as melhores tendências para Data Centers na era do trabalho remoto. Isso porque o serviço, cuja eficiência foi testada e comprovada pelo tempo, não apenas permanece viável, mas mostra sinais de vigor renovado.

Como temos observado, um crescente volume de clientes com estruturas de missão critica, cargas de trabalho legadas ou requisitos de conformidade rigorosos estão tornando o colocation um componente-chave de suas estratégias de TI, em conjunto com a nuvem.

Além disso, o modelo se tornou um trampolim para clientes que desejam mover ativos de TI para fora do local, mas não estão prontos para se comprometer com plataformas de nuvem pública.

Por outro lado, há aqueles que precisaram optar pelo repatriamento da nuvem, por exemplo, pelo menos em parte de sua arquitetura, e que estão preferindo colocar suas cargas de trabalho em infraestruturas de colocation.


LEIA MAIS: Entenda por que o Colocation vem crescendo durante a crise da COVID-19


Previsões para observar em 2021

Diante desse cenário, uma nova pesquisa da Forrester identificou as principais tendências para Data Centers na era do trabalho remoto, as quais observaremos no mercado ao longo de 2021.

Assim, no relatório conduzido pelo analista Abhijit Sunil, entre os temas que veremos nos mercados de Data Center e colocation se destacam:

#1. Provedores de colocation se tornarão muito mais do que fornecedores de infraestrutura

Com isso, os principais provedores, como a ODATA, passarão a se atuar como verdadeiros parceiros tecnológicos na transformação digital das empresas, destacando-se pela característica da estrutura carrier neutral.

#2. Sustentabilidade, computação de ponta e interconexão impulsionam novas tendências

Os esforços de aquisição de energia verde e sustentabilidade estão no centro do palco.

Ao mesmo tempo, a pesquisa mostra que as cargas de trabalho do data center aumentaram 650% entre 2010 e 2019, enquanto o uso geral de energia permaneceu estável.

#3. Consolidação do mercado

O histórico do mercado mostra que os melhores provedores raramente apresentam o crescimento orgânico. Com isso, os participantes de colocation, com uma presença multisite, se tornaram especialmente atraentes para fusões e aquisições.


CASO DE SUCESSO: Em tempo recorde, ODATA migra e implanta Data Center da SOAP em Colocation, em meio à crise


Conclusão

Como vimos, as incertezas mediante ao cenário da pandemia global continuarão exigindo cada vez mais dos Data Centers, mediante à permanência dos colaboradores em home office.

Assim, de acordo com a análise da Forrester, as principais tendências para Data Centers na era do trabalho remoto apontam não apenas para a inclusão do colocation como estrutura-chave para as empresas, mas também para sua combinação com soluções em nuvem em arquiteturas híbridas.


Quer saber mais sobre como modernizar seu parque tecnológico, integrando o melhor do colocation com a nuvem?

cONHEÇA OS DIFERENCIAIS DA odata FALE COM UM ESPECIALISTA

E-BOOKS exclusivos

Para você conhecer mais sobre o mundo do Colocation

O guia definitivo para migrar seu Data Center

Fazer o download

Entenda os fundamentos básicos para escolher um modelo de data center

Fazer o download

Assine nossa newsletter

Copyright © 2020 ODATA - Todos os direitos reservados.