Melhor momento para migrar seu data center

Checklist: qual o momento certo de migrar seu Data Center para uma estrutura mais moderna?

Leitura de 7 min
01/03/19

Muitos gestores de TI e líderes empresariais ainda têm dúvidas quanto ao momento certo de migrar seu Data Center para uma estrutura mais moderna.

Os Data Centers foram declarados serviços essenciais na pandemia do novo coronavírus, por serem um recurso indispensável, que funciona como o coração dos sistemas organizacionais.

No entanto, as estruturas vêm sendo cada vez mais exigidas diante do aumento exponencial do uso de aplicações virtuais. E assim, crescem proporcionalmente os riscos de deixarem de funcionar adequadamente, o que poderia comprometer o fluxo de toda a operação.

Por isso, é fundamental conhecer a fundo a situação de sua infraestrutura de Data Center, entendendo se é hora de buscar um modelo operacional mais adequado ao cenário atual.

Mas como saber se é melhor investir em melhorias no modelo que você já adota ou se é hora de mudar para uma estrutura mais moderna?

Se essa parece uma pergunta difícil de responder, não se preocupe. Preparamos um checklist completo para ajudá-lo a tomar essa decisão.

Confira a seguir:

Como saber se as melhorias foram suficientes?

A tecnologia vem transformando o modo como os negócios são realizados e gerenciados. Especialmente em situações de crise, como a da pandemia da Covid-19, que relegou pelo menos um terço de toda a humanidade ao isolamento social.

Assim, a adoção de soluções virtualizadas que antes figuravam apenas em planos de inovação, rapidamente se tornaram essenciais.

E isso obrigou as empresas a priorizarem seus investimentos em uma infraestrutura de TI adequada, capaz de garantir a continuidade do negócio e a execução de todas as atividades com agilidade, eficiência e segurança.

Mas como saber se as melhorias realizadas em caráter emergencial em seu parque tecnológico são suficientes? Como ter certeza de que seu Data Center suportará as elevadas cargas de trabalho impostas por um modelo de trabalho que chegou para ficar?

Será que migrar seu Data Center para uma estrutura mais moderna não proporcionará ganhos em eficiência e a otimização do orçamento de TI?



Checar os itens abaixo poderá ajudá-lo a tomar a decisão mais assertiva:

#1 Levante a idade do Data Center

A tecnologia evolui em um ritmo exponencial. Por isso, as estruturas e as ferramentas costumam ficar obsoletas rapidamente. Considerando esse aspecto, é fundamental saber precisamente há quanto tempo foi construída a estrutura do seu Data Center.

Assim, quanto mais recente, maior a possibilidade de sua infraestrutura ser o estado da arte nos quesitos modernidade, segurança e escalabilidade.

Já uma instalação de Data Center tradicional que está envelhecendo costuma apresentar problemas comuns, como falta de espaço para acomodar novos racks, alto consumo energético, sistema de refrigeração cara e ineficiente, e constantes paradas nos sistemas decorrentes de problemas de conectividade.



#2 Verifique a ocorrência de falhas

Um dos principais sinais que indicam que é hora de migrar seu Data Center para uma estrutura mais moderna é a reincidência de falhas. Isso porque elas podem ser fatais para a empresa, inclusive respingando na reputação da marca.

Em casos mais extremos, dependendo do tipo de falha e do tamanho dos prejuízos gerados, há o risco de comprometer as operações da organização com um eventual downtime.

De um modo geral, as falhas mais comuns são derivadas de erros de planejamento de sistemas de climatização e de eletricidade, por exemplo, que são essenciais para a disponibilidade do ambiente de rede.

Os erros de software – como os que ocorrem em sistemas desatualizados – também podem comprometer o bom funcionamento do Data Center, ameaçando a confiabilidade dos processos e levando à perda de dados.

Assim, o desafio de evitar paradas não programadas e outras falhas começa no planejamento adequado da infraestrutura para o negócio. Daí a importância de priorizar a disponibilidade.



#3 Avalie a segurança e a confiabilidade do Data Center

Por ser um sistema crucial para o funcionamento da empresa, toda a estrutura que envolve o Data Center precisa estar fortemente protegida.

Com crescimento do home office, os ataques cibernéticos cresceram 131% em março de 2020. Além disso, ciberataques relacionados à Covid-19 levaram a um aumento de 667% em e-mails de Spear Phishing

Por isso, mais do que nunca se tornou emergencial eliminar pontos falhos, mitigando eventos de baixa confiabilidade de informações e erros de redundância. Além disso, faça uma avaliação mais ampla de quais riscos o ambiente está exposto. Essa varredura o ajudará a protegê-lo de possíveis ameaças.

Já existem no mercado serviços de Data Centers como o colocation, que oferecem um conjunto de soluções de segurança específicas e integradas, de alta confiabilidade.

Assim, a estrutura garante tanto a segurança física dos dados – com sistemas de controle de acesso em cinco níveis de segurança, equipamentos de leitura biométrica, leitores de proximidade, fechaduras magnéticas – até a segurança lógica, com equipamentos de firewall e detectores de DDOS de última geração.



#4 O Data Center atual não oferece escalabilidade

Em muitas organizações, os gestores diagnosticam que a estrutura de TI está inadequada para o novo momento da empresa quando notam que o sistema não tem mais o mesmo poder de resposta.

Como o Data Center centraliza as operações e a infraestrutura de TI, armazenando, gerenciando e disseminando os dados, ele precisa ser escalável para acompanhar o crescimento da organização.

A capacidade de expansão do sistema, sem perda do seu desempenho, garante escalabilidade ao Data Center e tranquilidade aos gestores. Afinal, eles têm certeza de que a plataforma é capaz de suportar a evolução das cargas de trabalho sem comprometer os processos.

Além disso, um ambiente elástico garante ainda otimização e redução de custos.



#5 Contrate um provedor especialista

Depois de avaliar a estrutura, caso realmente tenha chegado o momento certo de migrar seu Data Center para um modelo mais moderno, o próximo passo é buscar quem possa ajudar a sua equipe nessa empreitada.

Mas como saber qual provedor é o mais apropriado para apoiá-lo nesse projeto? Quais critérios é preciso avaliar antes de contratar?

De um modo geral, é importante que você se certifique de que o fornecedor dispõe de credenciais capazes de assegurar a confiabilidade do serviço, tais como:

  • atualização e manutenção de software e hardware;
  • certificações Tier;
  • níveis de disponibilidade acima de 99,6%;
  • flexibilidade, com possibilidades extras de energia e conectividade;
  • bons níveis de SLA (Service Level Agreement) e confiabilidade alta;
  • disponibilidade 24 /7, com  suporte de equipe especialista.


#6 Escolha o modelo mais adequado às necessidades do negócio

Se, ao avaliar os pontos acima, você identificar que é necessário migrar seu Data Center para uma estrutura mais moderna e robusta, aproveite a oportunidade para otimizar seus investimentos. Com o Colocation é possível alocar os custos em Opex (Operational Expenditure), já que é contratado como serviço.

Neste modelo, as empresas mantêm seu próprio equipamento em um espaço dedicado, que utiliza a estrutura de um provedor como a ODATA para o consumo de eletricidade, banda internet e dos custos com o time de suporte às operações.

Com o colocation, o cliente tem controle completo sobre o seu equipamento e disponibilidade, 24 x 7 x 365. Ou seja, é a garantia de um serviço flexível, com tecnologia de ponta e alta qualidade.



#6 Acompanhe a implantação em tempo real

Feita a escolha do modelo mais adequado para atender às necessidades da sua organização e selecionado o parceiro, é hora de monitorar e controlar a migração.

O cuidado nesta etapa é fundamental para neutralizar os riscos de perdas e danos aos dados e sistemas da empresa durante o processo.

Afinal, não basta saber o momento certo de migrar seu Data Center para uma estrutura mais moderna. É fundamental planejar e acompanhar cada movimento da migração, de modo que ela traga somente resultados positivos para a organização.

Por que migrar para o colocation e apostar no novo?

Como vimos, migrar um Data Center on-premise para uma infraestrutura mais moderna como o colocation, capaz de suportar as altas demandas das cargas de trabalho em nuvem, trará grandes ganhos em termos de eficiência operacional e financeira.

Proponha às sua equipe de TI uma avaliação dos critérios acima e, se for a hora de promover a atualização do seu Data Center, busque o parceiro ideal.


Conte com os especialistas da equipe ODATA para apoiá-lo nesse desafio.

Entre em contato e conheça mais sobre a ODATA, a mais moderna empresa de Data Center da América Latina

E-BOOKS exclusivos

Para você conhecer mais sobre o mundo do Colocation

O guia definitivo para migrar seu Data Center

Fazer o download

Entenda os fundamentos básicos para escolher um modelo de data center

Fazer o download

Assine nossa newsletter

Copyright © 2020 ODATA - Todos os direitos reservados.