Imprensa

Confira a seguir algumas matérias na imprensa em que ODATA teve destaque:

ODATA INAUGURA SEU PRIMEIRO DATA CENTER

25 de maio de 2017

Após sete meses de obra e investimentos de R$ 400 milhões, o resultado é um prédio que reúne as mais modernas instalações, com destaque para a eficiência energética, segurança e telecomunicaçoes. Erguido em um terreno de 23.000 metros quadros, o DC SP 01, que já está em funcionamento comissionado, tem 14.200 m² de área construída,12 salas de TI e sua atuação está focada, principalmente, em colocation, ou seja, o objetivo é disponibilizar espaço físico especificamente criado para o armazenamento de grandes volumes de informação.

Inaugurado nesta quarta-feira (24), o primeiro data center da ODATA, em Santana de Parnaíba, região metropolitana de São Paulo, já recebeu as certificações Tier III Design e Facility da Uptime Institute, entidade máxima e reconhecida no mundo inteiro pela indústria de data centers.

“Estamos prontos para atender um mercado que vem passando por grandes mudanças. Vislumbramos ótimas perspectivas para o Brasil e América Latina. Com a tendência irreversível para a computação e armazenamento em nuvem, além da evolução de oportunidades como a Internet das coisas, Big Data e Inteligência Artificial;. Sabemos que o tráfego de dados crescerá a taxas muito altas nos próximos anos”, afirma Ricardo Alário, CEO da ODATA.

Neste cenário é crescente a necessidade de locais físicos com as características ideais para a instalação de servidores, com garantia de pleno funcionamento. A ODATA nasceu para antecipar-se a este movimento e estabelecer um elevado padrão de qualidade para os mercados brasileiro e latino-americano.

Sobre o DC SP 01
Projetado pela empresa Quark-Aceco, referência no segmento, o espaço conta com ampla disponibilidade de energia, com substação própria de 20 MVA, completa automação de controle de acesso, gerenciamento integrado de todas as instalações prediais, conectividade com diversas empresas de telecomunicações, operação própria e time de manutenção on-site.
A ODATA, já preocupada com a sustentabilidade do projeto, também investiu em tecnologias para diminuir o consumo energético, como por exemplo, a refrigeração dos ambientes críticos são feitos com equipamentos que utilizam “indirect free cooling”, método que utiliza a baixa temperatura externa do ar para auxiliar na refrigeração. Além disso, toda a obra é desenvolvida dentro dos padrões definidos pelo Green Building Council.

Fonte: DataCenter Dynamics